Anatomia e Fisiologia

Anatomia Infantil

      ANATOMIA DO RECÉM NASCIDO{#}

 

Considerações Princpais:

  1. Peso médio = 3300 g (aumenta 20 X após nascimento);

  2. Comprimento (vértice-calcâneo) = ± 50 cm (4 vezes o tamanho da cabeça, e, no adulto, é de 8 vezes);

  3. Meninos são maiores e mais pesados que as meninas, em geral;

  4. Peso no RN = 80% de água, e nos adultos = 60%

  5. No RN tem mais Liq. extra-celular (LEC) do que Líq. intra-celular (LIC). Nos adultos isto se inverte;

  6. Umbigo: Ao nascimento está ± a 1,5 cm abaixo do ponto médio vértice-calcâneo, e, com o desenvolvimento, o umbigo vai subindo (adulto - 3/5 abaixo dele);

  7. Pêlos: Lanugo é a primeira camada, e se desenvolve no 4º mês fetal Antes do nascimento boa parte deles são substituídos, e o restante, após pouco tempo do parto (cílios, sobrancelhas e couro cabeludo são os mais resistentes do lanugo, e  por isso, são os últimos a serem trocados). Os pêlos secundários também são finos, e, os pêlos terminais (que vem na puberdade), são grossos . As glândulas sebáceas tb desenvolvem-se no 4º mês fetal, e lançam secreções que irão ser os principais componentes do vérnix caseoso (proteção contra contato freqüente com líq. amniótico), que forma a camada esbranquiçada que recobre o RN;

  8. Gordura: Tela subcutânea se desenvolve ao final da gravidez (RN normal = mais robusto que um RN prematuro), e esta gordura basicamente se compõe de gordura marrom, e se localiza ao redor do pescoço, entre as escápulas (pescoço do RN = curto e grosso), no esterno e como massas espessas posteriores às glândulas supra-renais e aos rins (coxins adiposos). Esta gordura é importante na manutenção da temperatura e na produção de calor ( tem relação com a glândula de hibernação dos mamíferos). Há camada fibroadiposa especialmente nas palmas e plantas (coxim adiposo = "pé-chato em RN"). Não há depósitos de gordura no feto, mas isso não traz problemas nutricionais, pois a placenta fornece carboidratos (CH) que é a principal fonte de calorias para ele. Após nascimento, se desenvolvem depósitos de gordura. Antes do nascimento = acúmulo de grandes reservas de CH no fígado e mm. esqueléticos (para suportar os 3 dias após o nascimento, quando o RN começa a mamar);

  9. Temperatura do RN = 36,6 °C, e cai logo após o nascimento, chegando à 32,7 °C após 2 h do nascimento;

  10. Mamas: Se desenvolvem a partir da 7ª semana fetal (antes dos pêlos!) através de um espessamento da ectoderme da clavícula até a prega inguinal (linha ou crista mamária). São firmes e planas. Podem eliminar um pouco de líq. cinza opalescente = colostro (resultado da estimulação hormonal materna para o filho, através da placenta). Com o tempo vão saindo da linha mediana em direção às laterais;

  11. Esqueleto:   Pode ter 2 origens: membranácea (ex: calota craniana) ou cartilaginosa (ex: ossos longos = ossificação endocondral). O processo de ossificação começa com os centros de ossificação (6ª semana), que existem em nº ± de 800, e após o nascimento restam apenas pouco mais da metade. Eles aparecem em 1º lugar na linha mediana da clavícula. Os ossos são formados por 2 ou + centros. Existem centros primários (que aparecem antes do nascimento, e que formam a maior parte de um osso) e os secundários, que aparecem após o nascimento, e aparecem primeiro em meninas. Os ossos do RN são muito esponjosos (porosos), mais do que nos adultos (nestes, ocorre aumento da compactação por diminuição dos centros hematopoéticos, que se resumem em apenas alguns ossos esponjosos). O nº de ossos num RN = 270 (ossos separados), onde 172 = esqueleto axial, e 98 = esqueleto apendicular;

 

terça 21 dezembro 2010 13:21 , em Anatomia e Fisiologia



Abrir a barra
Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para enfermagem

Precisa estar conectado para adicionar enfermagem para os seus amigos

 
Criar um blog